(51) 3427 1039

Coronavírus: o que você precisa saber

O alerta da Organização Mundial de Saúde referente ao Coronavírus e a epidemia causada por ele é real. Porém, é importante que a população se informe da veracidade das informações compartilhadas para se prevenir corretamente.

O que pode caracterizar um caso suspeito?


Os casos considerados suspeitos envolvem os seguintes fatores: - Viagem internacional nos últimos 15 dias, febre e pelo menos um sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar ou engolir, congestão nasal, dor de garganta, coriza). - Para quem não viajou, mas teve contato com alguém com suspeita ou confirmação do vírus, deve observar nos próximos 14 dias subsequentes se há o surgimentos de algum dos sintomas citados no primeiro exemplo. Caso sim, deve procurar atendimento também. - Da mesma forma, quem mora com alguém que teve ou tem a doença, também deve estar atento ao surgimento dos sintomas em até 14 dias.


Existe tratamento contra esse vírus?


Não existe tratamento específico para o Coronavírus, somente as medidas de repouso, ingestão de bastante água e isolamento domiciliar (ou hospitalar em casos mais avançados) para evitar o contágio.


Quando procurar o médico?


A recomendação é de que as pessoas só procurem atendimento médico nos casos citados acima. Elas também podem ligar para a Vigilância Sanitária do município para esclarecer dúvidas ou no Disque Saúde 136, do Ministério da Saúde.


Invista em prevenção


Para se prevenir, lave bem as mãos com sabão ou use álcool gel, cubra o nariz e a boca ao tossir ou espirrar, evite aglomerações se estiver doente, mantenha os ambientes ventilados e não compartilhe objetos pessoais. Para mais informações, acesse o portal de saúde do governo neste link.

41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo